terça-feira, 27 de junho de 2017

O que o uso de fones pode causar aos ouvidos ?

Ouvir música é um hábito relaxante. Dentro de casa, no carro, caminhando, praticando exercícios ou até mesmo no transporte público, ouvi-la nos ajuda a matar o tempo de uma forma mais gostosa.

No entanto, a forma como fazemos isso pode ser prejudicial aos ouvidos. Tenha em mente que, os fones de ouvido, quando usados de forma incorreta, podem provocar infecções graves, levar à perda da audição, entre outros problemas que você confere abaixo.

1 – Ouvir música nos fones em um volume muito alto e por muito tempo, por exemplo, pode ser um dos problemas. O tempo recomendável é de oito horas, enquanto que a exposição máxima é 85 decibéis. Logo, quanto maior o volume, menor deve ser o tempo de exposição.

2 – Outro problema envolve a sujeira presente nos fones. O uso contínuo pode gerar o acúmulo e proliferação de bactérias. Para evitar isso, basta mantê-los limpos e guardados em um local próprio. Ainda, se for emprestá-los, certifique-se de limpá-los antes de usá-los novamente.

3 – Ainda que mitos sugiram que usar os fones em apenas um ouvido seja mais perigoso do que colocá-los nos dois, a verdade é que o perigo está no uso em geral. Assume-se que o uso concentrado em apenas um ouvido apenas diminui temporariamente os danos do outro lado.

4 – Evite utilizar fones em lugares barulhentos. Para compensar os ruídos, as pessoas tendem a aumentar o volume e, como vimos, o excesso de decibéis pode prejudicar a audição.

5 – Não há diferenças entre o tamanho dos fones. Considere que, independentemente do tamanho, fones pequenos ou maiores podem causar problemas se usados por muito tempo e de forma inadequada. Não se esqueça de prestar atenção a sintomas que indiquem alguma alteração significativa nos ouvidos, como ruídos constantes mesmo em ambientes silenciosos, dificuldade em entender conversas e falar muito alto sem perceber. Para todos os casos, procure ajuda médica.  [ Blasting News ] [ Foto: Reprodução / Blasting News ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário