terça-feira, 13 de junho de 2017

Nada romântico, contrato de namoro se tornou opção para blindar patrimônio

Alguns casais escolheram aderir a praticidade ao invés do romantismo. Ao invés do jantar romântico que tal um contato de namoro?

O documento, registrado no Tabelião de Notas como escritura pública, é uma forma de "blindar" o patrimônio do casal, que faz questão de não ter o relacionamento confundido com uma união estável ou um casamento – no qual as partes envolvidas teriam direito a herança, pensão e partilha de bens.

"Pra mim foi uma surpresa. Nunca tinha pensado nisso. Partiu dele, mas pra mim não teve diferença nenhuma. É para proteger o patrimônio. Eu continuo amando ele do mesmo jeito, não é por causa de dinheiro que estamos juntos", conta Talita Santana que namora a um ano e oito meses com Rogério Urbano advogado, em matéria divulgada pelo G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário