sexta-feira, 16 de junho de 2017

Mais desemprego, menos seguro-desemprego

O país está chegando a 14% de desempregados, mas o número de pessoas que recebem o seguro-desemprego hoje é menor do que em 2014, quando o percentual girava em torno de 7%. Apesar de desde o começo da crise 3 milhões de vagas formais terem sido fechadas, o número de segurados caiu em 1,3 milhão. A explicação é uma modificação feita por Dilma Rousseff, anunciada logo após sua reeleição, que endureceu as regras para solicitação do benefício e que fazia parte de um pacote de medidas para conter os gastos públicos.  Leia Mais »

Nenhum comentário:

Postar um comentário