sexta-feira, 9 de junho de 2017

Mãe denuncia racismo em livro didático de escola privada em Recife

Mãe de uma criança de 3 anos que estuda em uma escola particular de Recife, em Pernambuco, denunciou um livro didático, da editora Formando Cidadãos, por racismo.

No conteúdo, um dos exercícios pedia para que as crianças circulassem o lar em que as pessoas estão felizes. No enunciado, há famílias sentadas à mesa, sendo que a de cor branca estava feliz e a de cor negra, triste. Em outro exercício, o aluno precisa ligar cada personagem a suas respectivas profissões. O único personagem negro aparece com uma vassoura na mão e é ligado ao desenho de um corredor com uma pá e um balde. Já os outros dois personagens – de com branca – são ligados a uma mesa com computador e a uma sala de aula.

Segundo a editora, a mulher analisou apenas duas atividades do livro e que em outras páginas, há exemplo em que os negros são os “protagonistas”. Quem realizou a denúncia foi Aline Lopes, em seu perfil do Facebook. Ela disse que nunca se sentiu excluída ou socialmente privada devido a sua pele clara. Porém, ela tem dois filhos negros e começou a sentir o peso do racismo dentro de casa.

“Desde então, eu tenho de lidar com coisas desagradáveis, com as quais nunca passei na minha infância. Já teve professora que prendia o black da minha filha na escola. LEIA TUDO AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário