sexta-feira, 16 de junho de 2017

Limites de um delator

O ex-diretor da Odebrecht Rogério Araújo levantou a lebre: não pode reconhecer participação em crimes que ele afirma que não participou apenas por ter firmado um acordo com a Justiça de fazer delação premiada.
“[Araújo] tem pleno conhecimento de suas responsabilidades, legais e morais. Porém, não pode ele responder por um crime que não cometeu apenas pelo fato de ostentar a condição de colaborador e de ter reconhecido a prática de atos ilícitos em outras oportunidades”, dizem seus advogados em uma ação que investiga o pagamento de propina a agentes da Petrobras em contratos de sondas.  Do Radar On-Line

Nenhum comentário:

Postar um comentário