segunda-feira, 19 de junho de 2017

Jutahy Magalhães Jr. usou verba do 'cotão' para participar de atos de campanha

Foto: Agência Câmara
O deputado federal Jutahy Magalhães Junior (PSDB-BA) está entre os parlamentares que utilizaram dinheiro da verba indenizatória, conhecida como “cotão”, para viajar para municípios de seus estados de origem e alavancar a campanha eleitoral de aliados em 2016. Segundo informações do site Congresso em Foco, o cruzamento de dados foi feito pela Operação Política Supervisionada (OPS), organização de caráter popular liderada por Lúcio Big – a entidade já gerou uma economia de mais de 5,5 milhões após denunciar 64 parlamentares ao Ministério Público Federal (MPF). De acordo com o levantamento, Jutahy gastou ao todo R$ 55,9 mil em aeronaves fretadas, pagas com o cotão, para percorrer municípios baianos e apoiar colegas de partido e coligações em campanhas para prefeitos e vices. Uma das viagens foi realizada em 16 de setembro do ano passado: o tucano foi de Salvador até Lençóis, de onde seguiu por mais de 90 quilômetros até Utinga, onde apoiava os candidatos Joyuson Vieira e Átila Karaoglan (PSDB). Ele pernoitou com seu assessor em Lençóis, com estadia também paga pela verba indenizatória. Na sequência, viajou para os municípios de Luís Eduardo Magalhães, Buritirama e Barreiras. No dia 18, foi até Santa Maria da Vitória, de onde partiu de carro até Santana, onde participou de outro evento eleitoral. Onze dias depois, novo deslocamento: Jutahy foi de Salvador a Jacobina, onde participou da campanha de Luciano (DEM) e Clériston (PPS). No dia 1º de outubro, ele participou de carreata em Salvador, em apoio ao prefeito ACM Neto, que se reelegeu com quase 74% dos votos válidos. Procurado pelo Congresso em Foco, Jutahy afirmou em nota que participou das campanhas eleitorais como parte de sua atividade parlamentar e que acredita não ter cometido qualquer erro no uso da verba indenizatória. Outros parlamentares foram citados pela OPS: Giacobo (PR-PR), Átila Lins (PSD-AM); Nilson Pinto (PSDB-PA), Júlio César (PSD-PI) e Ságuas Moraes (PT-MT). Segundo a entidade, será encaminhada nova denúncia ao MPF por uso irregular de verba pública. BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário