terça-feira, 31 de janeiro de 2017

PF deflagra operação para investigar empresa ligada a avião de Eduardo Campos

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (31), a operação Vórtex, um desdobramento da Turbulência, para investigar uma empresa que fez repasse às pessoas físicas e jurídicas envolvidas na compra do avião que caiu em agosto de 2014 e vitimou o ex-governador Eduardo Campos durante campanha à Presidência da República.

De acordo com publicação do jornal O Globo, são cumpridos seis mandados de busca e apreensão e quatro de condução coercitiva, todos na cidade do Recife.

Segundo a Polícia Federal, ao analisar as contas bancárias das pessoas físicas e jurídicas que passaram do processo de compra do avião Cessna Citation prefixo PR-AFA observou-se valores transferidos dois dias antes por uma empresa que possui contratos milionários com o governo de Pernambuco.

“Ao investigar mais a fundo a empresa remetente dos recursos, verificou-se que ela possui contratos milionários com o governo do Estado e que suas doações a campanhas políticas aumentaram de forma exponencial ao longo dos últimos anos, notadamente para o partido e candidatos apoiados pelo ex-governador do estado, Eduardo Campos”, afirma a PF em nota divulgada nesta manhã.

O nome Vórtex foi escolhido por significar “o movimento de massas de ar em formato de redemoinho ou ciclone que geralmente precede a turbulência”, justificou a PF.  Bocão News

Nenhum comentário:

Postar um comentário