domingo, 29 de janeiro de 2017

Aluna proibida de ir ao banheiro ganha US$ 1,2 milhão em processo

A ex-aluna de uma escola pública na Califórnia, nos Estados Unidos, receberá 1,25 milhão de dólares (cerca de 4 milhões de reais) por ter precisado urinar em um balde, depois que a professora lhe proibiu de ir ao banheiro. 

A multa pelo incidente, que aconteceu em 2012, deve ser paga pelo distrito escolar à jovem, agora com 19 anos. A Suprema Corte do Estado tomou a decisão nesta quinta-feira, por entender que o episódio contribuiu para que a menina desenvolvesse depressão, sofresse bullying e tentasse suicídio.   CONTINUE LENDO »

Nenhum comentário:

Postar um comentário