sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Fernando Prass se mostra favorável ao cancelamento da última rodada

Fernando Prass não é favorável à realização da última rodada do Campeonato Brasileiro. De acordo com o goleiro do Palmeiras, os jogos, adiados depois do desastre envolvendo o elenco da Chapecoense, deixou os jogadores sem condições de irem a campo. Antes dele, o elenco do Internacional e um dos presidentes do conselho gestor do América-MG se posicionaram de maneira semelhante.

- Se eu tivesse voz ativa e poder de decisão, não haveria a última rodada. É complicado para todo mundo treinar, quando mais jogar. Como dar espetáculo? Como comemora um gol? Pra gente é mais fácil falar porque o Palmeiras resolveu sua situação. Mas deveria achar uma solução para não ter rodada. Tem uma conversa por afinidade de jogadores que se conhecem, mas nada organizado nesse sentido. É mais um sentimento geral. Falo por um sentimento meu, mas tem de ser em termos jurídicos para não ter problema - disse Prass, em entrevista à ESPN.

O goleiro se machucou durante a Olimpíada, quando servia à Seleção Brasileira, e voltou aos campos no domingo, quando Cuca o colocou no minuto final do jogo contra a Chapecoense como forma de homenageá-lo. O Palmeiras vencia por 1 a 0, mas, com a derrota do Santos para o Flamengo, seria campeão mesmo se perdesse.

- Eu possivelmente não jogaria. Estaria em condições clínicas, mas não técnicas para jogar. Não daria para jogar em plenitude - afirmou o camisa 1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário