quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Vereador e 4 homens são detidos suspeitos de roubos à carros fortes

O grupo pretendia realizar um assalto na serra da Ibiapaba e ataque a um carro-forte na BR-222.

Uma quadrilha que realizava assaltos a bancos foi desarticulada e presa na última sexta-feira (19), em Guaraciaba do Norte, a 338 Km de Fortaleza.

Inicialmente, patrulhas do Comando Tático Rural (Cotar) receberam a informação que uma quadrilha havia realizado assalto a um banco no município de Castelo, no Piauí; o mesmo grupo pretendia realizar um assalto na região da serra da Ibiapaba, no Ceará.

Já em Guaraciaba do Norte, os policiais do Cotar abordaram um veículo Audi A3, com placas de Juiz de Fora (MG). No carro havia cinco homens e, segundo o major Rodrigues, comandante do Cotar, o grupo apresentava atitudes suspeitas, os elementos estavam nervosos, sem documentação.

Conforme o major Rodrigues, junto com a Polícia Civil do Ceará, os suspeitos foram identificados. Os membros do grupo são todos de estados diferentes e possuem envolvimento com assalto a bancos dentro e fora do Ceará. Ainda de acordo com o comandante, o grupo foi levado para a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) onde serão ouvidos e posteriormente autuados em flagrante.

Vereador envolvido
Dois suspeitos do Rio de Janeiro foram identificados como Daniel Belmiro José Rodrigues, foragido da Casa de Privação Provisória da Liberdade Desembargador Adalberto Barros Leal de Oliveira, em Caucaia; e Rodrigo Honorato Alves, foragido do presídio de Bangu, no Rio de Janeiro.

Nos celulares da dupla foram encontradas mensagens de áudio com um vereador da cidade de Nova Russas, identificado como José Roberto Alves da Costa. Nos áudios, o grupo combina lugares onde vão se encontrar, as estradas para serem utilizadas na procura do carro-forte e a busca de uma pessoa de confiança para dar apoio à quadrilha.

Segundo o Cotar, nas conversas os criminosos estavam fazendo um levantamento para realizar um assalto a carro-forte na BR-222 na região de Aprazível. Segundo o Cotar, a função do vereador José Roberto era realizar a logística da quadrilha. Os outros suspeitos do grupo foram identificados como Roberto Oliveira dos Santos, natural de Minas Gerais, Giliardo Gomes da Silva, de Russas e Jailton Gomes da Silva Ponte. Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário