quinta-feira, 30 de junho de 2016

Otto Alencar se afasta do PT e começa a preocupar Rui Costa

Michel Temer precisa de 54 senadores para permanecer como presidente da República até o fim de 2018 e por isso cada voto é mais do que precioso para o presidente em exercício. Até o momento, 38 senadores declararam que são a favor do impeachment e indicaram como devem votar, portanto ainda faltam 16 votos para Temer.

Enquanto a equipe do peemedebista tenta convencer 6 senadores indecisos e 19 que não querem responder como irão se posicionar no julgamento final de Dilma Rousseff (PT), um baiano está preocupando a cúpula petista, especialmente a comandada pelo governador Rui Costa (PT). Trata-se de Otto Alencar (PSD), senador eleito com Rui em 2014, que ainda não declarou como vai se posicionar no Senado e está cada vez mais afastado do governador baiano.

Diferente de Lídice da Mata (PSB), que se posiciona contrária ao seu partido e é defensora ferrenha de Dilma no Senado, Otto sequer usa as redes sociais para comentar o assunto e há semanas não se encontra com Rui.

Procurada pelo VN, a assessoria de imprensa do senador negou que ele esteja “indeciso”, mas ressaltou que o parlamentar “não quer comentar seu voto”.

Em maio, Otto votou contra a admissibilidade do processo de impeachment. “Eu venho à tribuna pra relembrar a história desses 16 meses que estou no Senado federal. Nesse período não se discute no Congresso Nacional outra coisa que não seja a crise política que se abateu em nosso país. Eu creio que a presidente Dilma fez todo o esforço na tentativa de conduzir e resolver essa questão. Ela não cometeu nenhuma falha moral”, disse Otto na época em seu discurso. Por Breno Cunha*breno@varelanoticias.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário