quinta-feira, 31 de março de 2016

Zika pode usar proteína como entrada para células-tronco neurais, diz estudo

A razão pela qual o vírus da zika parece ter uma atração especial pelas células-tronco neurais humanas - capazes de formar vários tipos de células cerebrais - pode ter relação com uma proteína abundante em sua superfície: o receptor AXL. A conclusão é de um estudo americano publicado na revista "Cell Press" nesta terça-feira (30).

Quando o surto de zika e de microcefalia começou a alarmar o mundo, cientistas da Universidade da Califórnia se lembraram de que vírus parecidos com o zika, como o da dengue, parecem usar o receptor AXL como porta de entrada para infecções, de acordo com estudos feitos anteriormente.

Eles resolveram, então, verificar o quanto esse receptor estava presente em células cerebrais. Para isso, fizeram análises em células de vários tipos presentes no cérebro de camundongos, no cérebro de furões e em organoides derivados de células-tronco humanas, estruturas conhecidas como minicérebros. Leia AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário