terça-feira, 29 de março de 2016

Flamengo arrecada R$ 356 mi e tem a maior receita em 2015

Bandeira de Mello também conseguiu lucro de R$ 130 milhões no ano, segundo superávit consecutivo do presidente rubro-negro
RODRIGO CAPELO
Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

O Flamengo faturou R$ 356,2 milhões em 2015, um aumento de 2,6% sobre os R$ 347 milhões arrecadados em 2014, e terminou a temporada com a maior receita do futebol brasileiro. Os dados foram divulgados pelo clube em balanço nesta segunda-feira (28).

As receitas estão bem divididas entre direitos de transmissão (36%), marketing e comercial (33%) e torcida (25%). As transferências de atletas representam 3% sobre o total. Esta divisão – equilibrada entre TV, marketing e torcida e pouco dependente de vendas de jogadores – é comum entre os clubes europeus mais saudáveis financeiramente.

Eduardo Bandeira de Mello, presidente flamenguista, também conseguiu terminar a temporada com superávit de R$ 130 milhões. Em 2014, o lucro foi de R$ 64,3 milhões. A redução das despesas de R$ 229,7 milhões para R$ 212,7 milhões, combinada à drástica queda das despesas financeiras de R$ 40,2 milhões negativos para R$ 3,6 milhões positivos, fez com que o lucro fosse expandido.

Ainda não foram publicados os balanços financeiros de todos os clubes brasileiros – o prazo legal é 30 de abril. Como explicou ÉPOCA em novembro, contudo, com base em balancetes até o terceiro trimestre, só Flamengo e Palmeiras demonstravam fôlego para disputar a "liderança" em receitas, e o Palmeiras fechou a temporada abaixo do Flamengo, com R$ 350,5 milhões arrecadados.  de ÉPOCA

Nenhum comentário:

Postar um comentário