domingo, 31 de janeiro de 2016

Caixa dois de Gleisi teria vindo dos Correios

Severino Motta, Veja
O ex-vereador do PT Alexandre Romano, o Chambinho, preso na Lava-Jato, explicou ao Ministério Público Federal como foi irrigado o caixa 2 na campanha de Gleisi Hoffmann. Em sua delação, disse que uma de suas prestadoras de serviço obteve um contrato com os Correios.

Posteriormente, a empresa firmou contrato fictício com um advogado que repassou 600 mil reais para Leones Dall’Agnol, ex-chefe de gabinete da senadora e do marido, Paulo Bernardo. Dall’Agnol também foi coordenador de campanha de Gleisi ao governo do Paraná em 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário