quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Dirceu usava WhatsApp para manter influência política mesmo durante pena, aponta PF

Foto: Marcello Casal / Agência Brasil
O ex-ministro da Casa Civil durante o governo Lula, José Dirceu, seguia ativo politicamente mesmo durante o período em que ele cumpria prisão domiciliar pelo episódio do mensalão. Segundo o Estadão, mensagens enviadas pelo WhatsApp interceptadas pela Polícia Federal indicam que ele “ainda utiliza sua influência no cenário político brasileiro”. Em uma conversa com a sua ex-assessora política, Maria Alice Vieira, no dia 10 de novembro de 2014, ela comenta sobre o momento político do país. “As coisas estão em total ebulição, mas tem questões imediatas como a disputa da câmara que vai envolver todo mundo”, escreveu. Em seguida, o ex-ministro responde: “Eu sei, vamos ver o que dá pra fazer”. Dirceu foi condenado a sete anos e 11 meses de prisão por corrupção ativa em decorrência do escândalo do mensalão. Em agosto deste ano ele foi preso novamente por receber propinas no esquema de corrupção na Petrobras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário