sábado, 28 de novembro de 2015

Temer e Cardozo também são citados em depoimento


Brasília - No depoimento prestado anteontem à Polícia Federal, em Brasília, o senador Delcídio Amaral (PT-MS), também mencionou o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, filiado ao PT.

Delcídio disse que, em conversa com o ministro da Justiça, comentou com Cardozo "que possivelmente haveria decisão favorável a Marcelo Odebrecht (empreiteiro preso desde 19 de junho na Lava Jato) em habeas corpus que tramitava no Superior Tribunal de Justiça".

O senador relatou ainda suposta "preocupação de Michel com Zelada". "(Delcídio) Se referiu ao vice-presidente Michel Temer que, segundo informações que se tinha na época, mantinha relação com Jorge Zelada (ex-diretor da Petrobrás, sucessor de Cerveró, que também foi preso na Lava Jato)", registrou a PF.

A PF quis saber das relações de Delcídio com o banqueiro André Esteves. Num primeiro momento do depoimento, o senador disse que "não se via em condições de afirmar se o André citado no diálogo é o empresário André Esteves". Em seguida, quando o delegado federal mostrou a ele trecho do diálogo gravado por Bernardo Cerveró, à altura de 27 minutos e 14 segundos até 28 minutos e 24 segundos da gravação, em que faz menção a "André" e a "banqueiro", Delcídio confirmou que se tratava efetivamente de André Esteves. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. http://zip.net/bvssBP

Nenhum comentário:

Postar um comentário