sábado, 31 de outubro de 2015

Incêndio em boate na Romênia deixa 27 mortos

Ao menos 27 pessoas morreram e 162 ficaram feridas, nesta sexta-feira à noite, em um violento incêndio deflagrado em uma boate em Bucareste - anunciou o Ministério romeno do Interior.

Na hora do tragédia, cerca de 200 pessoas estavam na discoteca para o show de hard rock do grupo "Goodbye to Gravity".

O último boletim do ministério do Interior informa 27 mortos e 162 feridos, que foram levados a diversos hospitais da capital romena.

Fontes médicas revelaram que entre os feridos há 25 em estado muito grave.

"É uma grande tragédia", lamentou o ministro romeno do Interior, Gabriel Oprea, que visitou o local.

Oprea anunciou que um comitê nacional para situações de emergência, com a participação de todos os ministérios e autoridades competentes, se reunirá neste sábado.

O ministro disse que vários números de telefone foram colocados a disposição dos familiares das vítimas para maiores informações.

"Estou abalado, e minha dor é profunda após essa tragédia, que aconteceu esta noite no centro da capital. É um momento muito triste para nosso país", reagiu o presidente romeno, Klaus Iohannis, em sua página no Facebook.

O presidente manifestou sua "solidariedade" com os familiares das vítimas.

Uma investigação foi aberta para definir as causas da tragédia, ocorrida às 23H00 local (19H00 Brasília).

Uma página foi criada no Facebook para encorajar a doação de sangue após "a tragédia que ocorreu esta noite em Bucareste", pedindo aos cidadãos da capital que compareçam neste sábado aos centros de transfusão.

- 'Pânico' -

Ao menos 200 jovens estavam na boate "Colectiv" para o concerto do grupo "Goodbye to Gravity", que promovia seu novo álbum, quando ocorreu uma explosão em meio a um show de fogos de artifício.

Uma coluna e parte do teto se incendiaram, enquanto a fumaça tomava conta da boate, semeando pânico e correria entre os jovens.

Muitos dos feridos foram pisoteados e tiveram fraturas, e outros sofreram intoxicação pela fumaça, segundo as autoridades médicas.

"As pessoas desmaiaram, caíram por causa da fumaça. Foi um caos total, acabaram pisoteadas", declarou Victor Ionescu, que testemunhou a tragédia, ao canal de TV Antena 3.

O fogo se propagou "em apenas 30 segundos". "As pessoas não conseguiam fugir da boate porque havia apenas uma porta aberta", revelou outra testemunha, Alain Panduru, ao site de notícias HotNews.

Segundo a imprensa local, a porta de emergência estava fechada no momento do incêndio.

A tragédia lembra o que ocorreu na boate Kiss, na cidade gaúcha de Santa Maria, onde 242 pessoas morreram e 680 ficaram feridas na madrugada do dia 27 de janeiro de 2013.

O incêndio na Kiss foi causado pelo acendimento de um sinalizador por um integrante de uma banda que se apresentava na boate, onde não havia condições de segurança e saída de emergência.

A maioria das vítimas, jovens que participavam de uma festa universitária, morreu intoxicada com a fumaça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário