terça-feira, 29 de setembro de 2015

PMs executam adolescente em favela pacificada no Rio e forjam cena do crime

Eduardo Felipe Santos Victor, de 17 anos, morto no Morro da Providência: policiais forjaram confronto(VEJA.com/Reprodução)
Um vídeo feito no Morro da Providência, favela da região central do Rio de Janeiro, flagrou, às 10h30 de hoje, o momento exato em que três policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) forjaram um confronto para justificar o assassinato de Eduardo Felipe Santos Victor, de 17 anos. Durante dois minutos e meio, uma mulher gravou com um telefone celular o instante em que o rapaz está caído no chão em meio a um mar de sangue, na localidade de Pedra Lisa. Um policial com camisa branca e colete, ao lado de outros dois com uniforme da UPP, se abaixa e coloca uma pistola na mão da vítima. Em seguida faz dois disparos com o explícito intuito de simular uma troca de tiros e tentar enganar a perícia.

Eduardo, de apelido Pintinho, tinha três anotações em sua ficha criminal, por tráfico, injúria e ameaça. Segundo a autora do vídeo, o adolescente foi executado a sangue frio com um único tiro no peito - mesmo tendo se rendido. Só depois da execução é que chega à cena do crime o policial que aparece nas imagens forjando disparos para depois atribuí-los ao adolescente. Veja tudo aqui em http://veja.abril.com.br/noticia

Nenhum comentário:

Postar um comentário