terça-feira, 30 de junho de 2015

Crescimento do turismo sexual no Brasil vira notícia internacional

A sensualidade das mulheres brasileiras costuma aparecer com frequência nas listas dos principais estereótipos relacionados ao país no resto do mundo. Mesmo que muitos vejam isso com um olhar “simpático'' em relação ao Brasil, uma reportagem da rede de notícias France Presse divulgada desde o fim de semana em veículos de imprensa em inglês, francês e espanhol destaca o problema do crescimento do turismo sexual no país, que é fortemente ligado a este clichê a respeito do país.

“Mais de 3 mil sites vendem turismo sexual no Brasil'', diz a reportagem, mencionando um estudo divulgado no país pelo jornal “O Globo''. “A situação piorou com grandes eventos como a Copa do Mundo de 2014?, diz.

À medida que o Brasil ganha mais destaque no resto do mundo, cresce a visibilidade do estereótipo da sensualidade, que acaba impulsionando, ainda que indiretamente, o turismo sexual. Segundo a reportagem, 3.350 novos sites em diferentes idiomas promovem o turismo sexual no país, especialmente em cidades como o Rio de Janeiro e Fortaleza.

Por mais que seja importante dar atenção ao problema do turismo sexual, a reportagem da agência internacional parece perder uma oportunidade de ressaltar para leitores internacionais o lado mais negativo deste tipo de turismo, e o fato de que o país tenta quebrar este tipo de atividade. O texto até menciona que o governo fechou muitos dos sites com este tipo de promoção, mas não deixa clara a tentativa de mudar a mentalidade de estrangeiros que viajam para o Brasil com este objetivo.

Ao focar apenas nos números (ainda que assustadores) faltou deixar claro para os estrangeiros que, mesmo que o Brasil esteja interessado em aumentar o fluxo de turistas de todo o mundo, o turismo sexual é algo que precisa ser combatido com seriedade. Fonte: Com informações do UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário