sábado, 30 de maio de 2015

Reginaldo Holyfield reclama de falta de apoio: 'Temos que pedir esmola na Bahia'

O boxeador baiano Reginaldo Holyfield já tem uma luta marcada com o pernambucano Luciano Todo Duro para o dia 11 de agosto, em Recife. Mas ainda há uma preocupação para o segundo embate em Salvador, previamente marcado para dezembro deste ano. 
Holyfield declarou ao Bahia Notícias que ainda não tem um local definido e alegou falta de apoio. "Não temos nada certo. A luta é em dezembro, mas não temos apoio de ninguém. Está faltando tudo e não temos nada", reclamou. "Eu estou muito insatisfeito e preocupado. Salvador tem uma trajetória enorme no esporte e infelizmente isso está acontecendo. É uma sacanagem. Essa luta serve pra levantar nossa moral no esporte e ninguém faz nada. Nada de ajuda veio até agora. É complicado. Temos que pedir esmola na Bahia", acrescentou. Empresário do atleta, Charles Nascimento reiterou a insatisfação do boxeador e relatou que surgiram propostas de apoio, mas sem concretização. Nascimento preferiu não citar os parceiros que não concluíram o incentivo. "Em Pernambuco está tudo certo, mas por aqui ainda está engatinhando. Ainda estamos sem patrocínio, estamos procurando apoio. Algumas pessoas disseram que iriam ajudar, mas fomos enganados. Ele precisa de alimentação adequada para se manter em forma e se preparar, mas está tudo difícil. Não temos recursos". O empresário ainda disse temer não poder viajar para Pernambuco com a sua equipe completa em virtude da falta de patrocínio. "Talvez nem a nossa equipe completa podemos levar para a luta em Recife. Estou revoltado", esbravejou. No mês de março, durante entrevista de Holyfield ao Bahia Notícias, Charles afirmou estar interessado em utilizar o Estádio Metropolitano de Pituaçu como palco para o confronto, mas ainda não houve nenhum tipo de conversa. "Estamos vendo se entramos em contato com o governador. Vamos deixar passar essa situação das chuvas para ver o que ele pode nos oferecer".

Nenhum comentário:

Postar um comentário