sábado, 30 de maio de 2015

Filho é preso após matar a mãe e esconder corpo dentro de armário

RS - Um homem de 56 anos é suspeito de matar a própria mãe e escondido o corpo dela dentro de um móvel no apartamento onde ele morava, em Porto Alegre. A idosa de 76 anos estava desaparecida desde o dia 10 de maio. Ele foi preso nesta sexta-feira (29), com uma arma e um passaporte. 
A polícia acredita que o filho da vítima estava se preparando para fugir do país. O suspeito, Ricardo Jardim, foi ouvido pela Polícia Civil e confessou o assassinato. A mãe dele, Vilma Jardim, desapareceu em pleno Dia das Mães, quando a família registrou um boletim de ocorrência informando o sumiço da idosa. 

O corpo de Vilma foi encontrado em um armário feito sob medida no apartamento da vítima, cheio de concreto. Os próprios familiares da idosa suspeitavam que Ricardo estivesse envolvido no desaparecimento de Vilma.
"Já tínhamos ouvido familiares, que desconfiavam que o filho tivesse matado a mãe", relatou a delegada responsável pelo caso, Jeiselaure de Souza, em entrevista ao G1 Rio Grande do Sul. "Um tio percebeu que ele estava adquirindo muitos bens. Ele estava desempregado e começou a ter um padrão alto de vida", comentou.
A polícia desconfiava dele desde o início das investigações, quando Ricardo foi ouvido como testemunha, e disse que a mãe estava no Paraná. A suspeita é de que um seguro de R$ 400 mil em nome da idosa tenha motivado o crime.
A Polícia Civil da cidade também acredita que ele estava usando o dinheiro da conta bancária da mãe. A data em que o crime ocorreu ainda não foi determinada, assim como a forma que a vítima foi assassinada. Foto:Divulgação Polícia Civil

Nenhum comentário:

Postar um comentário