sábado, 30 de maio de 2015

Após infarto e duas cirurgias, Casagrande apresenta quadro estável

do BOL, em São Paulo*Reprodução / Sportv
Casagrande durante o programa "Seleção SporTV"
Walter Casagrande Junior apresenta boa evolução e quadro estável após ter sofrido um infarto na última sexta-feira (29).

De acordo com boletim divulgado pelo hospital Total Cor, em São Paulo, na noite de sexta, o ex-atleta e comentarista foi submetido a cirurgias de cateterismo e angioplastia e ficará na unidade de terapia intensiva até domingo, quando deverá ir para um quarto.

Aos 52 anos, Casagrande sentiu dores no peito na manhã de sexta-feira e foi levado para um hospital em Alphaville, na Grande São Paulo. Na sequência, foi transferido para o Total Cor, na região da Avenida Paulista.

"Ele estava muito bem. Estava na sua melhor fase de saúde e de cabeça desde 2006. Não estava nem bebendo (bebidas alcoólicas), estava bem disposto, era possível ver como ele estava bem pelo seu semblante nas transmissões de TV", afirmou o jornalista, que é amigo de Casagrande e autor da biografia "Casagrande e Seus Demônios" (Globo Livros; 248 páginas).

Ribeiro conversou com um dos filhos de Casagrande, Vitor Ugo, que informou que o ex-atleta "teve um princípio de infarto, mas não chegou a correr risco de morte, nem está correndo agora. A família está tranquila, feliz pelo incidente não ter sido tão grave".

Depois de dar entrada no hospital, Casagrande chegou a postar uma breve mensagem em seu Twitter:

Casagrande defendeu o Corinthians nas décadas de 80 e 90 e fez parte do período conhecido como Democracia Corintiana. Também atuou por Caldense, Flamengo, Porto-POR, Ascoli-ITA e Torino-ITA, além de defender a seleção brasileira na Copa do Mundo de 1986 Após deixar os gramados, Casagrande se firmou como comentarista da TV Globo, marcando suas participações por opiniões contundentes. Antes de encerrar a carreira de jogador, Casagrande jogou no futebol baiano e no Paulista de Jundiaí (SP). Na Boa Terra, atuou pelo São Francisco do Conde, time de cidade baiana interiorana de mesmo nome.

Em 2007, o ex-jogador foi internado por dependência de drogas e ficou afastado das atividades na televisão por quase dois anos. Superado o período difícil, lançou o livro "Casagrande e Seus Demônios", no qual relata sua luta contra o vício de entorpecentes. Surpreendidos pela notícia sobre o estado de saúde do ex-jogador, companheiros de trabalho, amigos e fãs se manifestaram no Twitter desejando pronta recuperação a Casagrande.

Nenhum comentário:

Postar um comentário