quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Trabalhador paga a conta: Governo Dilma muda benefícios como seguro-desemprego e Pis

O Governo Dilma anunciou regras mais rígidas que devem reduzir o pagamento de benefícios como pensão por morte, auxílio-doença, abono salarial, seguro-desemprego e seguro defeso. Essas mudanças só afetam futuros beneficiários, tanto do setor público como do INSS. Não atingem quem já recebe esses recursos. As informações são da Folha de São Paulo. 

Na pensão por morte, haverá carência de 24 meses de contribuição previdenciária pelo segurado para que o cônjuge possa herdar o benefício. Também será exigido tempo mínimo de casamento ou união estável de 24 meses. 

Nos dois casos, haverá exceção para morte ou doenças ligadas ao trabalho.Também haverá nova regra de cálculo do benefício: de 100% do salário benefício hoje para 50%, mais 10% por dependente até o limite de 100%, com exceção para órfãos de pai e mãe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário