terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Governo anuncia reestrições ao abono salarial, seguro-desemprego, pensão por morte e auxílio-doença

O governo vai alterar as regras de acesso a abono salarial, seguro-desemprego, pensão por morte e auxílio-doença, anunciou nesta segunda-feira o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, após reunião com líderes sindicais.

. Entre as medidas:
- O governo propõe que o abono salarial seja pago proporcionalmente como ocorre com o 13º salário e que a carência para que o trabalhador receba o abono seja de seis meses de trabalho e não mais de um mês.
- O governo propõe também que o seguro-desemprego tenha 18 meses de carência para o primeiro emprego

. O ministro Nelson Barbosa estimou economia de R$ 18 bilhões. por Polibio Braga

Nenhum comentário:

Postar um comentário