quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Passou fome, dormiu em WC, mas venceu

Foto: Divulgação/Por Andréa Fassina
A história de Jan prova que nunca se deve perder a esperança.
Ela chegou a dormir no banheiro de uma rodoviária e passou fome, mas superou e venceu.
Na infância humilde Jan K de Oliveira Marques viveu em casa simples, sem luz elétrica e sem água encanada, num bairro de periferia.
Hoje ela é uma empresária, com uma história inspiradora.

Trajetória
Ao sair de sua cidade, com apenas uma mala e quinze folhas de papel em mãos, ela tinha uma missão a cumprir. 
"Comprei meu primeiro negócio sem 1 real no bolso e paguei em 2 meses. Tinha planos altos e por isso sai de minha cidade com um sonho, transformar meu negócio em sucesso", lembra.

Primeiro negócio
Jan estava desempregada quando estreou como empresária.
Ela recebeu uma proposta de uma amiga que estava vendendo a loja.
Sem dinheiro, ela combinou trabalhar durante 2 meses e depois ficar com o negócio.
Deu certo.

Pobreza de novo
Após dois anos ela resolveu expandir o negócio e foi pra São Paulo. 
A viagem não deu certo e ela perdeu tudo.

"Certo dia, meu dinheiro começou acabar e fiquei sem dinheiro para pagar uma pensão que eu dormia. Não teve outro jeito: peguei minhas coisas e dormi por uma noite do terminal rodoviário do Tietê”, conta Jan. 

"Paguei, entrei, fechei a porta do box, forrei o chão e dormi ali”, relata. 
O mais difícil segundo a empresária não foi dormir no box do terminal rodoviário Tietê, foi ficar sem dinheiro para se alimentar. 

A fome
"Quem disser a você que a fome doí, ela doí de verdade. Comecei a conversar com uma pessoa, porque ela estava comendo uma bolacha, e eu pensei. Quem sabe ela me oferece?", lembra.

Volta por cima
As dificuldades não fizeram Jan desistir.
Ela ficou em São Paulo e quando estava na pior de novo, uma cliente fez um pedido de perfumaria e acessórios. Ela fechou a venda e deu a virada.

Sucesso
Passados os tempos difíceis, Jan alavancou uma empresa do zero e construiu uma marca que comercializa negócios milionários. 

A empresária é sócia de Nilson de Oliveira e Renato Costa, proprietários da marca Luxor Perfumes & Cosmetics.

A empresa desponta no segmento de licenciamentos de famosos, como a cantora Anita (foto) que tem uma linha de perfumes.

Hoje a empresa possui oito funcionários diretos e 148 indiretos, 3 laboratórios associados e três mil distribuidores em todo pais. Da redação do SóNotíciaBoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário