quinta-feira, 31 de julho de 2014

Israel mobiliza mais reservistas e prossegue bombardeando Gaza

Bombardeiro israelense na Faixa de Gaza, em 30 de julho de 2014. O exército israelense anunciou que os Estados Unidos vão reabastecê-lo com munições para poder prosseguir com suas operações no reduto palestino. Foto: Mohammed Abed/AFP Photo

Israel decidiu mobilizar nesta quinta-feira 16.000 reservistas adicionais e continuou bombardeando a Faixa de Gaza, que na quarta-feira viveu um dos dias mais mortíferos desde o início da ofensiva israelense contra o movimento islamita Hamas.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, afirmou nesta quinta-feira que o exército seguirá destruindo os túneis na Faixa de Gaza destinados a realizar ataques contra Israel "com ou sem cessar-fogo".

"Estamos determinados a chegar até o fim desta missão com ou sem cessar-fogo. Não aceitaremos, portanto, nenhuma proposta que não permita ao exército acabar com seu trabalho", declarou Netanyahu no início de um conselho de ministros em Tel Aviv.

A mobilização dos reservistas ocorre após a intensificação da ofensiva na quarta-feira, durante a qual os tanques apoiados pela aviação prosseguiram com seu avanço ao centro do minúsculo território de 362 km2.

"O exército lançou 16.000 ordens de mobilização suplementares com o objetivo de permitir dar um alívio às tropas que se encontram em terra, o que eleva o total de efetivos de reservistas a 86.000", indicou o porta-voz militar, Moty Almoz.

Ao mesmo tempo, o exército israelense anunciou que os Estados Unidos vão reabastecê-lo com munições para poder prosseguir com suas operações no reduto palestino. LEIA TUDO AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário