sábado, 31 de maio de 2014

Como ter mais autoconfiança na cama

A autoconfiança é capaz de melhorar qualquer experiência, inclusive o sexo. Sem ela, o corpo fica rígido, pouco relaxado, e a obtenção do prazer se torna muito mais difícil. Mais do que isso, a pessoa que está insegura na cama fica mais suscetível a ceder aos desejos do outro, sem considerar primeiro suas próprias vontades, e poderá ficar mais focada em agradar do que se permitir agradar. Segundo o terapeuta sexual Marlon Mattedi, um dos criadores do portal Sexo Sem Dúvida, a base da autoconfiança é a autoestima combinada ao conhecimento, que muitos não têm. “Como ter conhecimento sobre o sexo se durante toda a vida aprendemos pouco sobre este assunto? Hoje, se faz mais sexo para o prazer do que para a reprodução. A reprodução é instintiva, não precisamos aprender muito. Já o sexo para o prazer, para o desfrute e alcance de orgasmos é aprendido”, defende o especialista. Por que a autoconfiança e importante? – De acordo com Marlon, os sinais claros que demonstram que alguém está desconfortável no sexo incluem o uso de falas de negação e proibição, como ‘não posso’, ‘não devo’ ou ‘não é a hora’. Isso, muitas vezes, sinaliza a incerteza, ao contrário do simples e direto ‘não’, que indica claramente a negação (seja ao ato em si ou a determinada prática durante ele). Por outro lado, uma pessoa autoconfiante sabe por que está ali e fez uma escolha consciente de participar do sexo. Mais do que isso, sua atitude durante a relação será de troca, e não de permissividade: ela estará focada em dar e receber prazer, e não apenas em agradar o parceiro. Como adquirir confiança para o sexo Já que, segundo o terapeuta sexual, a base para a autoconfiança é a autoestima e o conhecimento, é preciso investir nessas duas áreas para se sentir confortável e seguro na cama. 

AUTOESTIMA
A sexóloga Elaine Pessini sugere investir em truques que te façam sentir mais bonita e poderosa, como uma lingerie diferente ou um perfume gostoso. Assim, ficará bem consigo mesma e se sentirá mais sensual. 

Outra indicação da profissional é praticar um exercício mental para se livrar das encanações, já que muitas mulheres perdem a confiança ao pensar que o parceiro pode reparar em detalhes de seu corpo que elas próprias não aceitam. “Pense que, se ele está na cama com você, é porque te deseja, porque te escolheu e te quer”, afirma. 

Já a psicóloga Pamela Magalhães defende que, para aumentar a autoestima, é preciso usar estratégias como evitar a autocrítica demasiada, ouvir e respeitar suas próprias vontades, aprender a impor limites e praticar o autoconhecimento. “Quando tomo decisões destrutivas para mim, sem querer, fortaleço aquilo que mais me incomoda. No entanto, quando faço movimentos positivos, inverto essa situação. Funciona como um ciclo: quanto mais escolhas positivas faço, mais estima passo a ter por mim mesma, e, quanto maior minha autoestima, mais positivas serão minhas escolhas”, afirma. 

CONHECIMENTO 
Marlon Mattedi afirma que o conhecimento é fundamental para ter uma experiência positiva no sexo – tanto sobre o assunto em si quanto sobre o próprio corpo. 

“Só é possível atingir o orgasmo se nos conhecermos e conseguirmos nos estimular e, na sequência, relaxar”, afirma o terapeuta sexual. Para isso, é necessário entender como funciona o corpo e descobrir de que forma ele é estimulado e quais toques proporcionam prazer – o que pode ser praticado através da masturbação. 

Já o conhecimento sobre sexo pode ser adquirido por meio de pesquisas. Busque saber, por exemplo, como funciona o corpo do homem e da mulher, quais são os problemas por trás da dificuldade em ter orgasmos e as posições sexuais que mais estimulam o prazer. Quanto mais souber, mais pode experimentar e se aprimorar no assunto. (Fonte: Bolsa de Mulher)

Nenhum comentário:

Postar um comentário