terça-feira, 29 de abril de 2014

Botafogo tem 3 dias para pagar salários e evitar debandada

Bernardo Gentile/Do UOL, no Rio de Janeiro
Sufocado pela crise financeira, o Botafogo tem um prazo para pagar os salários atrasados. Caso a divida não seja quitada até sexta-feira, o Alvinegro poderá sofrer uma debandada em seu elenco. Na segunda-feira, os jogadores completam três meses de salário atrasado na carteira e poderão acionar a Justiça e se desvincular do clube.

Satiro Sodre/SSPressO Botafogo, no entanto, não se mostra preocupado com essa particularidade. Até porque a diretoria tem certeza que resolverá parte do problema até sexta-feira. O Alvinegro conta com a ajuda do Sindicato de Empregados de clubes do Rio de Janeiro (Sindiclubes), que acionará a Justiça para que o clube possa ter parte das receitas desbloqueadas e realize o pagamentode atletas e funcionários. A previsão é que isso ocorra na quarta-feira.

A verba virá da Globosat, que faz pagamentos mensais ao Botafogo no valor de R$ 900 mil pelos direitos de transmissão de trasmissão do pay per view. Além disso, será pago a premiação por ter ficado entre os quatro colocados do último Campeonato Brasileiro – cerca de R$ 2 milhões. O problema é que a empresa tinha até esta segunda-feira para fazer a transação, o que não ocorreu.

"A Globosat tinha até essa segunda para fazer a transação e até eu sair do escritório ela não havia ocorrido. Foi um pedido do Sindiclubes para que os jogadores e funcionários do Botafogo possam receber. Nesta terça, iremos tomar uma atitude mais drástica e acionar a Justiça. Se tudo der certo, quarta-feira teremos o dinheiro para repassar aos trabalhadores", disse o advogado do Sindiclubes, Henrique Fragoso, ao UOL Esporte.

Caso a situação do Botafogo não seja resolvida, o clube poderá acionar o sindicato dos funcionários dos clubes do Rio de Janeiro para que outras dívidas sejam quitadas. O advogado, no entanto, diz que esse não é o ideal e torce para que o Alvinegro consiga refinanciar suas dívidas e regularizar sua situação.

"Não é o ideal, claro, mas caso não tenha outro jeito, podem nos procurar. Os trabalhadores têm direito a receber e isso está acima de qualquer outra cobrança que o clube possa ter. Uma das nossas funções é auxiliar jogadores e funcionários a terem seus direitos cumpridos. Mas pelas conversas que tive, o Botafogo também está empenhado e quer manter os salários em dia", afirmou o Fragoso.

O Botafogo se reapresenta nesta terça-feira após empatar com o Internacional por 2 a 2, no Maracanã. O Alvinegro volta a campo no próximo domingo, quando medirá forças com o Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Foto: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário