sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Sexo anal deve ser feito com camisinha mesmo em relações estáveis

A maioria das pessoas abre mão da camisinha depois que a relação se torna estável. Mas mesmo depois que o casal faz o "pacto de fidelidade", é importante continuar usando preservativo para fazer sexo anal. É o que afirma Jairo Bouer, médico e colunista do UOL, nesta edição do @saúdecom perguntas de internautas.
Outra questão enviada ao programa é de um internauta que está com irritação no pênis, não tem tido relações sexuais e desconfia que a causa seja um xampu. Jairo responde que é possível que se trate, sim, de uma reação alérgica. Mas ele alerta que há infecções que podem provocar coceira e ardor nos genitais e que não são, necessariamente, transmitidas pelo sexo."O ânus é uma parte do corpo potencialmente contaminada por micro-organismos que podem levar a infecções", diz Jairo. Por isso, ele completa, é bom usar camisinha e também lubrificante, para facilitar a penetração.
A terceira pergunta é de uma mulher que se queixa de infecções urinárias frequentes. Ela diz que segue todas as dicas de prevenção à risca - como tomar muita água e urinar logo após as relações - mas mesmo assim sofre com o problema, "que é insuportável". Ela quer saber se o antibiótico que costuma usar pode ter perdido o efeito.
Jairo diz que bactérias podem desenvolver resistência a certos medicamentos. Por isso ele lembra que é importante fazer um exame chamado antibiograma sempre que se tem infecção urinária - ele indica a qual antibiótico o agente causador da infecção irá responder.
O colunista também ressalta que essas crises frequentes podem ser deflagradas por uma queda na imunidade. "De qualquer forma, visite o urologista porque infecção urinária é muito desagradável", finaliza.
Assista aos demais programas do Jairo noUOL Saúde. E se você tem alguma pergunta sobre saúde, sexo ou comportamento, envie para drjairobouer@uol.com.br. Algumas questões serão selecionadas e respondidas nos futuros vídeos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário