terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Morte de MC Daleste faz 6 meses sem solução

Quase seis meses após a morte de Daniel Pellegrine, o MC Daleste, a polícia de Campinas ainda não tem nenhuma pista concreta sobre o crime. O funkeiro foi atingido por dois tiros — um de raspão — na noite do dia 6 de julho, enquanto fazia um show surpresa em uma quermesse do bairro San Martin.
Depois de ouvir mais de 20 depoimentos e analisar fotos e vídeos da noite do fato, o titular da Delegacia de Homicídios de Campinas, Rui Pegolo, ainda não tem pistas dos assassinos. 
“Infelizmente o crime ainda é um desafio para a polícia. Ainda dependemos de um fio condutor. A única coisa que podemos afirmar é que trata-se de um mandante e um atirador. Além disso, sabemos que o atirador sabia bem o que estava fazendo e não deixou nenhum vestígio. Nem os laudos periciais conseguiram indicar a autoria dos disparos”, disse. LEIA MAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário