sábado, 30 de novembro de 2013

Aids na infância, Turma da Mônica apresentam personagens que têm HIV

Do UOL, em São Paulo/Divulgação
Igor e Vitória serão os dois personagens soropositivos nas histórias da Turma da Mônica

A Unicef estima que, hoje, no Brasil, há mais de 20 mil crianças e adolescentes portadores do vírus HIV. Em parceria com a ONG Amigos da Vida, o cartunista Maurício de Sousa lança, no Rio de Janeiro, o primeiro gibi "Turma da Mônica em: Amiguinhos da Vida". A edição especial, que será distribuída gratuitamente em escolas e instituições voltadas para crianças, traz a história de Igor e Vitória, duas crianças soropositivas.

De acordo com o presidente da ONG, Christiano Ramos, a rede pública fundamental do Distrito Federal foi a primeira a aprovar a distribuição em suas escolas. Agora, o objetivo é chegar às redes de ensino de todo o país. "Este gibi foi criado para estimular o diálogo entre pais e filhos não impactados pelo vírus. Nosso objetivo não é evidenciar informações sobre o que é a Aids, como ela é transmitida e quais são as formas de tratamento, mas sim conscientizar para a existência da doença e contribuir para diminuir o preconceito e a discriminação através da leitura", reforça Christiano, portador do HIV há 22 anos e reconhecido em todo o país como um importante líder na prestação de serviços a famílias impactadas pela Aids.

Acostumado a abraçar grandes causas, o cartunista Maurício de Sousa não pensou duas vezes ao ser procurado pela ONG Amigos da Vida. Com a certeza de que esta seria uma ação social de enorme valor, e que ajudaria a espalhar informação a crianças e adultos sobre um tema relevante, Maurício criou os personagens Igor e Vitória, sem perder de vista o contexto no qual seriam inseridos. Com enorme sensibilidade, ele não deixou de lado a essência que norteia o perfil da Turma da Mônica.

"Na revista, nós afirmamos que as crianças soropositivas podem ter uma vida normal e o que nós queremos é realmente abrir um universo onde possa haver integração e convívio alegre, de criança para criança", diz o cartunista, revelando que Igor e Vitória têm entre sete e oito anos e convivem harmoniosamente com Mônica, Magali, Cebolinha e Cascão. Além disso, ele conta que a participação dos personagens não se limitará a esta primeira edição a ser lançada. Novas histórias com os novos personagens já estão em produção.

O impacto social causado pela Aids será abordado delicadamente como ponto principal, mas também haverá informações muito bem trabalhadas dentro do universo infantil sobre as formas de infecção, o que é a doença e como conviver como crianças soropositivas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário