quinta-feira, 29 de agosto de 2013

JITAÚNA-BA: Para não demitir, prefeito reduz próprio salário

O Controlador Interno do Município de Jitaúna, Thiago Fontoura, relatou nesta terça-feira (27), em audiência na Câmara de Vereadores, que quase todos os valores repassados aos cofres públicos da cidade do sudoeste baiano têm sido utilizados para o pagamento da folha de funcionários. Segundo Fontoura, a gestão municipal empregou cerca de 350 pessoas, sem contar as contratadas por prestadoras de serviço, o que resulta em uma folha mensal com valor superior a R$ 900 mil. O montante supera o limite de 54% de gastos com pessoal estabelecido pela lei de responsabilidade fiscal. O prefeito Edson Silva Souza (PT) alegou que a dificuldade no pagamento dos funcionários públicos se dá pela queda de R$ 300 mil mensais na arrecadação, em virtude da perda de parte do território do município. Na tentativa de evitar o corte em massa de mais de 50 servidores, foi anunciada a redução dos vencimentos de todos os funcionários, incluindo o corte de R$ 2 mil no salário do próprio prefeito, de R$ 1 mil do vice e de R$ 500 de secretários municipais. Segundo o gestor, a medida será proporcional aos vencimentos de cada servidor e a medida é temporária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário