sexta-feira, 31 de maio de 2013

'Não somos cachorros', diz cacique ferido durante conflito por terras

O cacique terena Argeu Reginaldo afirmou, durante conflito com policiais na reintegração de posse da fazenda Buriti, em Sidrolândia (MS), que a reivindicação dos indígenas é a terra. Ferido durante a operação, ele reclamou da violência. Um terena morreu durante o conflito. Durante a tarde, a área foi desocupada.

"Não somos cachorros, não somos animais selvagens. Nós temos dignidade", disse o cacique. "Eu faço um apelo, nós somos povo, nós somos nação. Pelo amor de Deus, a reivindicação nossa é a terra. Não façam mais dessa forma", declarou.

Reginaldo ressaltou ainda que todas as ações da Polícia serão revidadas pelos terena.
"Se sair índio ferido, pode sair um policial ferido. Está bem claro, se matar um dos nossos, também lá vai ter um deles", afirmou.

Segundo o superintendente da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul, Edgar Paulo Marcon, na entrada da fazenda os policiais avistaram que a sede estava pegando fogo e foram recebidos de maneira violenta pelos indígenas e tiveram que reagir. Marcon confirmou que os agentes usaram armas de munição letal. "Não há como saber de onde veio o tiro e por isso um inquérito será instaurado." Com informações do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário