quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Manifestantes planejam invasão de praia privatizada no Rio de Janeiro

Depois de se tornar o centro de discussões polêmicas no Facebook, o beach club Aqueloo, instalado em um trecho de praia pertencente ao Exército, no Rio de Janeiro, deve se tornar, no próximo domingo, um front de batalha entre os vips que o freqüentam e manifestantes que planejam invadi-lo. A mobilização para a ação tem sido feita no Facebook e mais de mil pessoas já confirmaram presença.

Os manifestantes, de acordo com o site de O Globo, vão protestar pelo fato de o clube elitizado restringir e cobrar pelo acesso a um trecho de praia, o que é vetado pela Constituição. O Aqueloo, entretanto, se ampara no fato de a área ser pertencente ao Exército, que tem prerrogativa para controlar o acesso a locais que estão sob sua tutela e arrendou o espaço para a empresa responsável pelo clube.

O Aqueloo está localizado na área do Forte de Copacabana e oferece serviços de luxo, como massagem, cabeleireiros e até mordomo. Além disso, o clube comercializa camarotes que podem custar até R$ 20 mil, a diária. A entrada de individual pode custar até R$ 250.

Os manifestantes pretendem utilizar barcos alugados de pescadores do Posto 6, em Copacabana, e fincar uma bandeira pirata na praia. De http://www.administradores.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário