quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Ministro Pimentel não vê, mas argentinos continuam estrangulando vendas brasileiras de calçados


O ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, que veio nesta terça-feira ao RS para fazer um agrado ao governador gaúcho, que estava amuado, de queixo virado com ele, foi poupado de cobranças mais incisivas sobre problemas que ocorrem nas relações bilaterais com a Argentina e que constrangem  setores industriais do Estado.

. O caso mais clamoroso é sempre o da indústria do calçado.

. Conforme o mais recente relatório da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados, Abicalçados, em poder do editor, meio milhão (545.600_ de pares de calçados aguardam licenças de importação para entrar na Argentina, o que soma US$ 14,2 milhões.

. A média de tramitação para as licenças pendentes já é de 294 dias, quando a OMC admite apenas 60 dias.

. Entre 2011 e 2012, foram canceladas as vendas de 273.227 pares.

- Entre janeiro e setembro, o Brasil exportou US$ 92 milhões para a Argentina, 34% menos do que em igual período de 2011. Os problemas são seletivos, porque os argentinos compraram 21,7% mais calçados de outras procedências. Por Polibio Braga

Nenhum comentário:

Postar um comentário