segunda-feira, 30 de julho de 2012

Olimpiadas: Brasil perde para EUA e conhece primeira derrota no vôlei feminino

Com atuação abaixo da crítica, a Seleção Brasileira Feminina foi superado pelos Estados Unidos, nesta segunda-feira, por 3 sets a 1, e conheceu sua primeira na Olimpíada de Londres. O revés com parciais de 25/18, 25/17, 22/25 e 25/21 faz o técnico José Roberto Guimarães ligar o sinal de alerta, já que a próxima partida, na quarta-feira, será contra a Coreia do Sul, e uma nova derrota complicará até mesmo a classificação às quartas de final.

O primeiro set começou equilibrado, e o Brasil chegou a abrir 9/7, mas os Estados Unidos tomaram a liderança em 12/11 e, desde então, não perderam o controle das ações. Com problemas na recepção, Fernandinha recebeu uma série de bolas espetadas na rede.

Após um belo rally, as norte-americanas fizeram 23/17. O técnico Zé Roberto trocou Sheilla por Tandara. Com 24/18 para os Estados Unidos, Natália substituiu Thaísa para sacar. Mas, na sequência, Larson fechou a parcial pelo placar de 25/18.

No segundo set, os Estados Unidos simplesmente não deram chance ao Brasil e dominaram desde o início, abrindo uma vantagem confortável sem dificuldades até fechar em 25/17, com Hooker. Dani Lins, Adenízia, Fernanda Garay, Tandara, Natália e Fabi vibraram em quadra até o final, mas não conseguiram reagir.

Com Dani Lins mantida na vaga de Fernandinha, a Seleção começou o terceiro set de forma animadora e chegou a liderar até o empate dos Estados Unidos em 15/15. Depois da virada em 16/15, o técnico Zé Roberto Guimarães promoveu o retorno de Fernandinha.
 
Com vantagem de 20/19, o Brasil voltou a trocar de levantadora. Até o final do set, as duas seleções protagonizaram uma disputada acirrada a cada ponto. Em um bloqueio de Fabiana, o time nacional abriu 23/21. Paula Pequeno pisou na linha ao sacar em seguida, mas a equipe fechou com Fernanda Garay e Thaísa.

Após bom desempenho na parcial anterior, seguiram em quadra Fernanda Garay e Dani Lins, que revezou com Fernandinha durante o período. Inferior no último set, o Brasil chegou a encostar em 10/11, mas as norte-americanas mantiveram a vantagem até o final em 25/21. De Superesportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário