quarta-feira, 23 de maio de 2012

RIACHÃO DO JACUÍPE-BA: Cadela da raça pinscher deu à luz a nove filhotes de uma só gestação

Um fato curioso chamou a atenção dos moradores da cidade de Riachão do Jacuípe, depois que a cadelinha ‘’Mel’’ pariu nove filhotes, sendo sete fêmeas e dois machos.
Logo após a noticia ter se espalhado, vários pessoas compareceram à residência do senhor Antônio Cézar Pereira, proprietário do animal, para ver de perto o fato curioso, haja vista a desconfiança pela quantidade excessiva de crias, considerada anormal para esse tipo de raça.
Especialista no assunto, a médica veterinária Dra. Débora Carneiro falou ao Interior da Bahia que seria quase impossível de acontecer casos semelhantes, levando em consideração a pequenez do animal. “Eu não estou acreditando. Isso não é verdade; mas no mundo tudo pode acontecer”, disse a médica.
Dra. Débora informou se caso seja verdade, será  necessário bastante cuidado com a cadelinha em relação à forma de alimentá-la, para garantir o sustento de todos os filhotes. “Se não houver um acompanhamento adequado, dificilmente será possível criá-los em sua totalidade”, explicou, referindo-se aos filhotes da cadela.
Segundo alguns criadores dessa raça de animais, geralmente nascem quatro filhotes em cada gestação; embora seis seja a quantia máxima. O pinscher é uma raça de cão pequeno, esbelta, com pelagem curta e densa.
As cores são sólidas em várias tonalidades de marrom e preto, com marcas bem nítidas nas maçãs do rosto, focinho acima dos olhos, no queixo e garganta, nos dois lados do antepeito, metatarso, pernas dianteiras, patas, faces interna das pernas traseiras e na região anal.
Essa raça tem somente um padrão de tamanho definido oficialmente: que é  de 25 a 30 cm de altura, da cernelha (região onde as espáduas se encontram) com o chão. Ele tem a cabeça menos alongada e as orelhas proporcionalmente são maiores. É  a menor raça de cães considerada pela Federação Cinológica Internacional.
O pinscher é um animal extremamente corajoso, enfrenta outros inimigos maiores que ele, sem se intimidar nem por um momento. Normalmente eles ultrapassam os quinze anos de vida.
Em Riachão do Jacuípe, várias pessoas criam animais da raça pinscher, levando em consideração o instinto agressivo para latir para os estranhos. Segundo relatou Edmundo Carneiro à nossa reportagem, “os pinscheres precisam ser acostumados com outros cães para evitar brigas, pois não obstante o tamanho reduzido e pouca força física, poderão atacar outros animais muito maiores’’.
Para Antônio Leomar Oliveira Carneiro (Del), que também é criador da raça pinscher, ele relatou que é um tipo de animal teimoso, mas muito inteligente. Del contou ainda que cada filhote do animal é comercializado pelo valor de R$ 150,00. Por Noroel Fernandez (Portal Interior da Bahia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário